logo_avaliaspb

Novo sistema de avaliação entra em funcionamento:

Como parte da estratégia de reformulação do Portal do Software Público Brasileiro, a partir desta segunda-feira, 11, entrou em funcionamento uma nova ferramenta de avaliação das soluções candidatas a se tornarem softwares públicos. O Ministério do Planejamento (MP) disponibiliza um ambiente em que se pode testar os softwares e trazer sugestões. Pelo novo mecanismo, chamado de AvaliaSPB, qualquer pessoa tem acesso aos arquivos necessários à instalação e código-fonte da solução, podendo testá-la e estudá-la, colaborando com os analistas responsáveis pelo portal.

Link para o AvaliaSPB: http://www.softwarepublico.gov.br/5cqualibr/avaliaspb

Por meio do AvaliaSPB, se um software está em processo de avaliação, seus arquivos ficam disponíveis, de forma que o cidadão pode acessar, verificar o código-fonte e detectar, por exemplo, que a solução está utilizando uma biblioteca privada, o que é uma das vedações previstas no art. 5° da Instrução Normativa 01/2011 (IN01/2011), que dispõe sobre os procedimentos para o desenvolvimento, disponibilização e uso do Software Público Brasileiro. Diante dessa situação, o usuário pode acessar ao fórum e alertar o problema. Ao verificar a mensagem do cidadão, o ofertante do software poderá buscar uma solução, como remoção ou substituição da biblioteca. “Nossa intenção é aplicar o princípio da transparência, além de usar a grande capacidade de milhares de brasileiros dispostos a colaborar com o Portal do SPB”, explicou Loreni Foresti, secretária de logística e tecnologia da informação.

Antes da criação do AvaliaSPB, essa atividade era realizada apenas entre analistas da Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação (SLTI) e entre os desenvolvedores das soluções.

Criado em abril de 2007, o portal do Software Público Brasileiro compartilha programas de computador de interesse público. Os softwares são entendidos como um bem público, sem a necessidade de licenças que restrinjam seu uso ou o conhecimento pleno de seu funcionamento. Hoje, o PSPB conta com mais de 170.000 usuários cadastrados, cerca de 500 prestadores de serviços e 67 soluções ofertadas por empresas, órgãos de governo, universidades e pessoas físicas.

Fonte:
http://www.mp.gov.br/noticia.asp?p=not&cod=9480&cat=94&sec=7

Sobre Carol Souza

Caroline de Souza Vieira, mais conhecida como Carol Souza, formada em Análise de Sistemas, administradora de redes Linux, incentivadora do uso de Software Livre e usuária OpenSuse. Membro atuante da Comunidade Software Livre no Rio de Janeiro, colaboradora voluntária de eventos como Hack’n Rio 2011, IV FSLDC e DFDRJ, blogueira em sites como Cotidiano Linux, Gmigos, Mulheres na Tecnologia e CooperaTI além de manter o próprio blog Carolinux. Sonhadora, amiga, determinada, criativa e movida à desafios. Uma “padawan” amante de tecnologia, aspirante a corredora, ritmista e blogueira.
  • RSS
  • Delicious
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Youtube

Posts Populares

Remote Desktop via W

Recentemente precisei usar o Remote Desktop do Windows para acessar ...

Extraindo textos a p

Realizando um atendimento (quem lê até pensa que sou médica ...

À caça de um Malwa

Escrevendo novos posts até tarde da noite, divulgando e acompanhando ...

Erro no "apt-get upd

Essa é mais uma daquelas histórias em que a simples ...

Mulheres em moviment

Neste último domingo consegui realizar um grande desejo, participar de ...